>>>> Leia a fotografia, leia o texto <<<<

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Erro



Não é bom sentir medo de errar,
Seus pés se prendem
A um acerto gasto.
Que diminui a cada passo.

Seu peito se enche de verdade,
Expirando retórica,
Sobre uma teoria
Não falseada.

Se bastasse saber,
Não haveria reflexão,
E não existindo,
Não teríamos vida.

É inevitável o erro,
Assim como o acerto.
Mas um acerto
Não é um ponto final.

Não saiba de nada,
Enquanto busca a verdade.

Uma opinião
Pode se tornar obsoleta
Ao sair dos lábios.

A verdade que rasga a pele
E o seu orgulho,
É a mesma que vai
Afagar a sua alma.